Cantigas de Exú

 

Meu Santo Antônio de Lisboa a este mundo como dói, este mundo como dói

Aquele que eu fiz o bem, meu Santo Antônio, ainda quer me derrubar

Meu S.Antonio de Lisboa, meu S.Antonio, pelo amor de Deus

Pelo amor de Deus, tenha pena dos seus filhos, meu Santo Antônio

Eu também sou filho seu, meu Santo Antônio.

 

Santo Antônio de pemba segura o terreiro segura o gongá

Eu sou filho de pemba não posso cair eu não posso tombar. (2x)

Como caminhou pemba, como caminhou pemba

Como caminhou Santo Antônio de pemba, como caminhou. (2x)

 

Santo Antônio de pemba, caminhou 7 anos, a procura de um filho e não encontrou. (2x)

Como caminhou pemba, como caminhou pemba

Como caminhou Santo Antônio de pemba como caminhou. (2x)

 

O Santo que esta de ronda é Santo Antônio de Aruanda

O Santo que vem rondar é Santo Antônio de Aruanda.(2x)

Aruandê, Aruandê, Aruandá. (4x)

 

Quando eu sai de casa, deixei Santo Antônio de ronda. (2x)

Mas eu deixei, deixei, deixei Santo Antônio de ronda. (2x)

Aruandê, Aruandê, Aruandâ. (4x)

 

Meu Santo Antônio, meu Santo Antônio, meu Santo Antônio de minha gongá.

Ó meu Santo Antônio proteja seus filhos, meu S.Antonio ilumina o gongá.

 

Santo Antônio pequenino amansador de burro brabo,

Quem mexer com Santo Antônio esta mexendo com o encantado.

Bambeia, bambeia, bambeia meu Santo Antônio bambeia. (2x)

 

Exu é da quere quere, na sua banda eu queria ver. (2x)

Mas ele disse no romper da aurora, que ele é Exu, toma conta agora. (2x)

 

Segura a tronqueira Exu, não deixa a demanda entrar. (2x)

É hora, é hora, é hora Exu. É hora de trabalhar. (2x)

 

Quando eu pisei em terra fria, eu vi o chão escorregar. (2x)

Levanta e dá risada, aqui na terra Exu vem pra trabalhar. (2x)

 

Exu é Lalu, é Lalu aiê, Exu é Lalu é Lalu aiê. (2x)

É Dª. Cigana, é Lalu aiê ...

Obs: Nesta cantiga vai saudado todos os Exus e Pombagiras.

 

Ina, ina é mojuba ê, é mojuba. Ina, ina é mojuba ê, é mojuba. (2x)

Exu Lalu é mojuba ê, é mojuba. Ina, ina é mojuba ê, é mojuba ...

 

Ô balança a figueira, ô balança a figueira, ô balança a figueira quero ver Exu cair. (2x)

Cadê Exu Lalu que eu não vejo mais aqui.

Ô balança a figueira, ô balança a figueira, ô balança a figueira quero ver Exu cair. (2x)

Cadê Dª. Cigana que eu não vejo mais aqui...

 

Exu passou na encruzilhada a meia noite, Exu plantou raiz. (2x)

É com Ave Maria, é com Ave Maria, é com Ave Maria ...

 

Quando o galo canta as almas se levantam e o mar recua.

Os Anjos no céu dizem amem.

( Exu... ) diz aleluia. Diz aleluia, diz aleluia, (Exu) diz aleluia...

 

Sua capa de veludo quando passou deixou lá, quando deu meia noite (Exu) foi lá buscar.

Ina, ina é mojuba ê, e mojuba, ina, ina é mojuba á. (2x)

 

Seu Meia-Noite o seu bode deu um berro. (2x)

Arrebentou cerca de arame e derrubou portão de ferro. (2x)

 

Era meia noite quando o malvado chegou. (2x)

Com sua maleta de ferro dizendo que era doutor. (2x)

Mas ele é Exu dizendo que é doutor. (2x)

 

Galo cantou na beirada do terreiro. (2x)

Pra saudar a encruzilhada, onde mora Exu guerreiro. (2x)

 

Exu que tem duas cabeças, ele olha sua banda com fé. (2x)

Ô uma é Satanás do inferno, a outra é Exu... de fé. (2x)

 

Exu é mau, Exu é mau de profissão, ele matou seu pai e sua mãe pra conseguir a salvação.

 

Exu Lalu, onde é sua morada? Onde tem fogo ele esta dando gargalhada. (2x)

Mas ele vive na encruzilhada, com Tranca-Ruas, Tiriri e Navalhada. (2x)

 

Seu Tranca-Ruas, ele nasceu na rua se criou na rua e na rua morreu. (2x)  

É meia noite, é madrugada mas ele é o dono da encruzilhada. (2x)

 

Ele se chama Tranca-Ruas que nasceu em Mato Grosso e se criou em Nazaré

Ele é filho de um xavante, neto de um navegante é Tranca-Ruas do Embaré. (2x)

Mas ele é, ele é, ele é. Ele é Tranca-Ruas, Tranca-Ruas do Embaré. (2x)

 

Ele é capitão da encruzilhada ele é, ele é ordenança de Ogum. (2x)

Sua divisa quem lhe deu foi Omolú, sua coroa quem lhe deu foi Oxalá.

Ô salve o sol, salve a estrela , salve a lua.

Sarava seu Tranca-Ruas que é o dono da gira no meio da rua. (2x)

Ina, ina é mojuba, ina, ina é mojuba.

Sarava Seu Tranca-Ruas que o dono da gira no meio da rua. (2x)

 

Ô luar, ô luar. Ô luar, mas ele é dono da rua, ô luar. (2x)

Quem cometeu as suas faltas, ô luar.

Pessa maleime a Tranca-Ruas, ô luar. (repetir)

Tanto sangue derramado, ô luar.

Na esquina naquele chão, o luar. (2x)

Quem cometeu as suas faltas, ô luar. Pessa maleime a Tranca-Ruas. Ô luar.

 

Exu Tiriri lona, Exu Tiriri lona. Tiriri, Tiriri lona. Tiriri, Tiriri lona. (2x)

 

Exu marabo Toquinho, Exu Marabo Toquinho.

Olha o toco Marabo e Tiriri lona, olha o toco Marabo e Tiriri lona.

 

Três homens de terno branco, passeando naquela rua. (2x)

Mas um é  Exu Lalu, Tiriri e Tranca-Ruas. (2x)

 

Tiriri é, meu amigo leal. (2x)

Toma conta da minha casa, toma conta do meu quintal. (2x)

 

Olha pisa no toco, pisa no galho, o galho balança Exu não cai o ganga.

Ê, Exu olha pisa no toco de um galho só. (2x)

 

O meu senhor das almas, não faça pouco de mim. (2x)

Mas ele é Exu, ele é Exu-Mirim. (2x)

 

A caldeira do inferno derramou, Exu correu pra pegar seu fundamento. (2x)

Exu Lalu ficou sentado porque já tem conhecimento. (2x)

Ô meia noite na encruza, eu ouvi 7 coruja piar. (2x)

Afirma a gira povo em terra, que Exu Lalu vai trabalhar. (2x)

A caldeira do inferno derramou, Exu Lalu mandou. (2x)

 

Portão de ferro, cadeado de madeira. (2x)

No portão do cemitério, é morada de Caveira. (2x)

 

Caveira é osso, Caveira é osso só. (2x)

No cruzeiro da calunga João Caveira é maior, não tem carne é osso só. (2x)

 

Soltaram um bode preto meia noite na calunga. (2x)

Ele correu os quaro cantos foi parar lá na porteira, bebeu marafo com Tata Caveira. (2x)

 

Com o cabo de madrepérola, sua ponteira é toda dourada. (2x)

O sarava a rua que ele mora, Exu Rei das 7 Encruzilhadas. (2x)

 

O 7, o 7, o 7 Encruzilhadas

Toma conta e presta conta no romper da madrugada. (2x)

Ninguém pode com ele, ele pode com tudo

Lá na encruzilhada ele é dono de tudo. (2x)

 

Sete espadas encruzadas em cima de uma mesa. (2x)

Eu vou chamar Seu Exu Rei, Rei das 7 Encruzilhadas. (2x)

Sete espadas encruzadas em cima de uma mesa. (2x)

Eu chamar Seu Exu ... , pra fazer sua firmeza. (2x)

Para saudar os demais na gira de 7 Encruza.

 

Deu uma ventania o ganga, no alto da serra. (2x)

Oi era a pomba-gira o ganga,  Exu vencedora de guerra. (2x)

 

Arreda homem que ai vem mulher. (2x)

Ela é a Pomba-Gira Rainha do cabaré. (2x)

Tranca – Ruas vem na frente pra dizer quem ela é.

Uma mulher feiticeira Rainha do Cabaré.

 

Oi abre gira, corre gira catiço, Exu Pomba-Gira quer passar. (2x)

Ae, ae, ae catiço, catiço é de Ganga Zumba. (2x)

 

Ae, ae, ae Pomba-Gira é de massarue. (2x)

Onde mora a Pomba-Gira, ela mora em massarue. (2x)

 

Eu vinha caminhando a pé, para ver se encontrava minha Cigana de fé. (2x)

Ela parou e leu a minha mão, e disse toda pura verdade.

Eu só queria saber onde mora a Pomba-Gira Cigana. (2x)

 

Bem que eu te avisei que você não jogasse esta cartada comigo. (2x)

Você parou no valete e eu ganhei na dama.

Amigo você não se engana Pomba-Gira-Cigana é um Exu que tem fama.

 

Pombo-Gira  aê, Pomba-Gira aê, Pomba-Gira Jamugangue é de Pomba-Gira aê. (4x)

 

Cigana embaixo de uma figueira, ela dançava em cima de uma fogueira. (2x)

Dª. Cigana dava gargalhada, pra vencer os inimigos na primeira encruzilhada. (2x

 

Pomba-Gira é puerê, puerê, puerá. Dona Cigana das Almas é puerê, puerê, puerá.

 

Ganhei uma barraca velha, foi Dª. Cigana quem me deu. (2x)

O que é meu é da Cigana, é da Cigana, o que dela não é meu. (2x)

Dª. Cigana é puerê, puerê, puerá. Dona Cigana das Almas é puerê, puerê, puerá.

 

Sabiá cantou, sabiá cantou, na janela do seu bangalô. (2x)

Ele cantava alegremente anunciou, quando a Cigana chegou. (2x)

 

Cigana, Ciganinha da sandália de pau. (2x)

Onde ela chega, faz o bem e faz o mal. (2x)

 

Seu passarinho azulão, bateu asas e voou. (2x)

Voou, voou, voou, voou, voou, voou na encruza ele pousou. (2x)

 

Não sei se é jura de amor, não sei. Só sei que por ela me apaixonei. (2x)

Ela é bonita, ela é faceira, ela é Cigana Pomba-Gira feiticeira. (2x)

 

Dizem que Cigana é vagabunda, mas vagabunda ela não é. (2x)

Ela é mulher de encruzilhada, é mulher de catacumba, ela é mulher de barafunda. (2x)

 

. Cigana é que vence demanda. (2x)

Na barra da sua saia, onde ela esconde mironga. (2x)

 

Pomba-Gira ganhou uma garrafa de marafo, levou na capela pro padre benzer.

Sacristão olhou e disse, na batina do padre tem dendê.

Tem dendê na batina do padre tem dendê. (2x)

Pomba-Gira ganhou uma garrafa de marafo, levou na capela pro padre benzer.

Era meia noite a batina do padre tem dendê.

Tem dendê, na batina do padre tem dendê. (4X)

 

Pomba-Gira quebrou a perna, com a carreira que ela deu.

O inferno pegou fogo e a mulher do diabo não morreu.

Não morreu a mulher do diabo não morreu. (2x)

 

Pomba-Gira é mulher  de 7 maridos. (2x)

Mas não mecha com ela, Pomba-Gira é um perigo. (2x)

Ninguém tem pena, ninguém tem dó, eram 7 homens para uma mulher só. (2x)

 

Deu meia noite, quando a lua apareceu.

No meio da encruzilhada, ouvi uma gargalhada e a Cigana apareceu. (2x)

Amojue, amojue, amojue. Amojuba, amojuba, amojuba.

Quem em fé na Pomba-Gira, acredita na Cigana é só pedir que ela da. (2x)

 

O na beira do cais, ela é primeira ela é segunda. (2x)

Na boca de quem não presta Dª. Cigana é vagabunda. (2x)

 

Se quiser lhe ver, vá à encruzilhada. (2x)

Dando gargalhada ela é Cigana mulher malvada.

Ela é Cigana é mulher malvada. (4x)

 

Padilha soberana da estrada, rainha da encruzilhada é mulher de Lúcifer.

Suprema ela é mulher de um negro, alegria do terreiro seu feitiço tem axé. (2x)

Ela é, ela é, ela é a rainha da encruza ela é mulher de Lúcifer.

Mas ela é, ela é, ela é Maria Padilha não conhece quem não quer.

 

Foi uma rosa que eu plantei na encruzilhada, foi uma rosa que eu plantei no meu jardim. (2x)

Linda morena faceira me diga quem você é, ela é a dona da rosa é Pomba-Gira de fé.

Ela abre qualquer caminho com ordem de Lúcifer, ela é a Pomba-Gira não conhece quem não quer.

 

Juraram de lhe matar na porta do cabaré. (2x)

Ela passa de dia, ela passa de noite, não mata porque não quer. (2x)

Juraram de lhe matar na porta do cabaré. (2x)

Mas ela é Cigana das Almas, não mata porque não quer. (2x)

 

 

. Cigana eu preciso de você. (2x)

Vamos brincar do jogo da amarelinha, se eu perder você me ganha se eu ganhar você e minha. (2x)

 

Ih, quaquaqua, oi que linda risada que Exu vai dar. (2x)

Oi, que linda risada que ele vai dar, oi que linda risada é de quaquaqua. (2x)

 

Cigana se tu és uma rosa, que nasceu num manto de espinhos. (2x)

Dª. Cigana se tu és uma rosa, se é uma rosa Dª. Cigana abra meus caminhos. (2x)

 

Exu fez uma casa com 7 portas e 7 janelas. (2x)

Pra que, que Exu quer casa, Pomba-Gira vai morar nela. (2x)

 

Dizem que Diabo é feio, mas feio ele não é. (2x)

Ele tem cabelos longos e cinturinha de mulher. (2x)

 

Não mecha com ela não, ela é ponta de agulha. (2x)

Se mexer com ela chora meu amigo, esta cavando sepultura. (2x)

 

E Pomba-Gira malvada porque matou o rapaz. (2x)

O povo mata vai preso, Cigana mata e não vai. (2x)

 

A porta do inferno estremeceu, as almas correm para ver quem é. (2x)

Deu uma gargalhada na encruza, a Pomba-Gira é mulher de Lúcifer. (2x)

 

Quem com ferro ferem com ferro será ferido. Pomba-Gira vai retirando do caminho os inimigos. (2x)

 

Bode velho, vão serrar seu chifre vou cortar seu rabo e dar pra Exu comer. (2x)

Da sua língua vou fazer um chicote pra bater nas costas de quem fala mal de mim. (2x)

 

É de mulambê, é de mulambá. (2x)

Salve a mosca varejeira, salve Exu caveira. (2x)

 

Mas que caminho tão escuro, laia, laia. Que passando aquela moça, com vestidinho de chita estalando osso por osso.

Será que ela é Pomba-Gira, será que é Tata Mulambo. (2x)

 

A Pomba-Gira Mulambo a deusa encantada, tem no seu gongá a segurança ela tem sua história marcada.

Ela pisou em tapetes de flores, nem se quer se importava.

Ela deixou seus súditos chorando, foi morar no meio da perdição. (2x)

Ela é rainha ela é mulher, ela é rainha ela é mulher.

Pedacinho de mulambo para quem tem fé. (2x)

 

Mas eu ganhei uma oração, foi (Exu) quem me deu. (2x)

Nessa oração tem mironga, meus inimigos não me vencerão. (2x)

Obs: Este ponto é de firmeza e proteção.

 

Lá na encruza , na encruza. Existe um homem valente. (2x)

Com sua capa e cartola, com seu punhal e tridente. É madrugada.

É madrugada, é madrugada, mas ele esta do meu lado. (2x)

Por isso eu te digo Tranca-Ruas, você é meu advogado. (2x)

É madrugada, é madrugada, mas ele esta do meu lado. (2x)

Por isso eu te digo Tranca-Ruas, você é meu advogado. (2x)

 

O sino da igrejinha faz belém-blem-blom. (2x)

Deu meia noite o galo já cantou seu Tranca-Ruas que o dono da gira

O corre gira que Ogum mandou. (2x)

 

Exu da Meia – Noite, Exu da madrugada.

A gira sem Exu, ô a gira não é nada. (repetir)

 

Galo cantou de madrugada, quando ele canta a noite dorme e vem a aurora. (2x)

É Meia-Noite, é meio dia.

O galo canta e quando canta já é hora. (2x)

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!